probioticos-e-covid-19-virus-coronavirus-prevencao-protecao-sistema-imunologico-alimentos-probioticos-prebioticos

Probióticos e COVID-19 – Coronavírus

Doença de Coronavírus (COVID-19) é causada por uma nova cepa de coronavírus (SARS-CoV2) identificado em 2019 e anteriormente não identificados em humanos, sendo declarada uma Pandemia em Março de 2020 pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Como ainda não há vacina ou tratamento  comprovado, a prevenção e cuidados são fundamentais para reduzir a transmissão do vírus e aumentar o contágio.

a COVID-19 com higiene adequada das mãos, evitar o contato com infectados e reforçar o sistema imunológico são as melhores estratégias.

Nosso intestino, abriga trilhões de bactérias benéficas que vivem em harmonia, ajudando-nos a digerir alimentos, eliminando toxinas, produzindo moléculas ativas e educando o sistema imunológico contra micróbios nocivos.

Os cientistas denominaram esse ecossistema de microbioma intestinal [1]. Hoje, a ciência alcançou um sólido nível de entendimento entre a estrutura e composição desse microbioma com saúde ou doença.

Deu-se o nome de disbiose às alterações da homeostase fisiológica da microbiota, associada à perda de diversidade de espécies, correlacionando-a com doenças desde diarreia até diabetes tipo 2 ou doenças infecciosas comuns. [2]

Sabe-se que as bactérias probióticas podem interagir com nosso microbioma, reforçando o sistema imunológico, aumentando as respostas à ataques e promovendo sinalização específica com relevância fisiológica (3, 4). Algumas são capazes de lutar frente a frente não apenas com outras bactérias, mas também contra fungos e vírus.

As mais conhecidas são o grupo das produtoras de ácido lático, como os Lactobacillus e Bifidobacterium, que atuam com forte ação antiviral. Para isso utilizam 3 mecanismos contra os vírus: 1- interação direta bactéria-vírus, 2- produção de substâncias que inibem os vírus, 3- estímulo do sistema imune [9].

Durante as últimas décadas, vários probióticos demonstraram prevenir e / ou diminuir a duração de infecções bacterianas ou virais. A maioria das informações disponíveis hoje sobre isso foi demonstrada em modelos animais.

Em camundongos, por exemplo, a inoculação intranasal de lactobacilos L. reuteri ou L. plantarum tem demonstrado efeitos protetores contra a infecção letal pelo vírus da pneumonia (5).

Uma metanálise recente mostrou que os probióticos podem estar associados ao menor uso de antibióticos em bebês e crianças no contexto de redução do risco de sintomas de resfriado comum (6).

Probióticos e prebióticos demonstraram ser eficazes no aumento da imunogenicidade, influenciando as taxas de soroconversão e seroproteção em adultos inoculados com vacinas contra o vírus influenza (7).

No entanto, mesmo que alguns padrões sejam comuns, nem todos os probióticos envolvem os mesmos mecanismos de ação. A especificidade é crucial para definir o probiótico correto para a indicação correta.

Combinar probióticos com vitaminas também pode ser uma estratégia para impulsionar a imunidade. A vitamina D pode modular respostas imunes inatas e adaptativas além dos efeitos na homeostase óssea e de cálcio [8]

CONCLUSÃO E RECOMENDAÇÕES
Não existe uma justificativa científica do uso de probióticos para proteger, prevenir ou tratar a infecção por COVID-19 e SARS-CoV-2.  Mas apoia-se que o reforço do sistema imune por estratégias cientificamente válidas, mantém uma diversidade microbiana intestinal saudável e previne a disbiose em idosos, bebês e na população em geral.

Lembre-se: não é necessário o consumo exagerado de alimentos, medicamentos ou tratamentos que visem um reforço excedente do sistema imunológico, que já observou-se em muitos pacientes com Covid-19 que o quadro foi agravado por uma reação aguda de seu próprio sistema imunológico ao vírus.

Nosso sistema imunológico precisa de equilíbrio, não de ‘doses de poder’. Ele funciona tentando descobrir quem é o inimigo, quem é o amigo, com o que pode cooperar e o que deve destruir. Fisiologicamente, não fomos feitos para ter um sistema de defesa tão poderoso com a capacidade de esmagar qualquer invasor.

Então, uma alimentação equilibrada e nutritiva, atividade física moderada, boas horas de sono e redução do estresse são ainda componentes fundamentais para gerar esse equilíbrio geral e nos prevenir de maneira integral!

Tem DÚVIDAS sobre o uso de Probióticos Naturais e Covid-19 (Coronavírus)? Escreva pra gente! Clique aqui!

Por: Flávio Viaboni – Nutricionista – CRN3 -23.271/SP – Equipe Probióticos Brasil

QUAL O PRÓXIMO PASSO? Quer reforçar seu sistema imunológico e blindar seu microbioma intestinal? Temos algumas opções que podem te ajudar: Kefir, Kombucha e muito mais. Acesse aqui nossa Lojinha e saiba mais

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] Qin J, et al. A human gut microbial gene catalogue established by metagenomic sequencing. Nature. Mar 4;464(7285):59-65 (2010).

[2] (15) Le Chatelier E, et al. Richness of human gut microbiome correlates with metabolic markers. Nature. Aug 29;500(7464):541-6 (2013).

[3] Yan F, Polk DB. Probiotics and immune health. Curr Opin Gastroenterol. 2011 Oct;27(6):496-501. doi: 10.1097/MOG.0b013e32834baa4d. Review.

[4] Wieërs G, Belkhir L, Enaud R, Leclercq S, Philippart de Foy JM, Dequenne I, de Timary P, Cani PD. How Probiotics Affect the Microbiota. Front Cell Infect Microbiol. 2020 Jan 15;9:454. doi: 10.3389/fcimb.2019.00454. eCollection 2019. Review.

(5) Gabryszewski SJ, Bachar O, Dyer KD, et al. Lactobacillus-mediated priming of the respiratory mucosa protects against lethal pneumovirus infection. J Im- munol 2011; 186:1151 – 1161.

[6] King S, Tancredi D, Lenoir-Wijnkoop I, Gould K, Vann H, Connors G, Sanders ME, Linder JA, Shane AL, Merenstein D. Does probiotic consumption reduce antibiotic utilization for common acute infections? A systematic review and meta-analysis. Eur J Public Health. 2019 Jun 1;29(3):494-499. doi: 10.1093/eurpub/cky185.

(7) Lei WT1, Shih PC2, Liu SJ3, Lin CY4, Yeh TL5. Effect of Probiotics and Prebiotics on Immune Response to Influenza Vaccination in Adults: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. Nutrients. 2017 Oct 27;9(11). pii: E1175. doi: 10.3390/nu9111175.

(8) Aranow C. Vitamin D and the immune system. J Investig Med. 2011 Aug;59(6):881-6. doi: 10.2310/JIM.0b013e31821b8755.

[9] Lehtoranta L, Pitka¨ranta A, Korpela R (2014) Probiotics inrespiratory virus infections. Eur J Clin Microbiol Infect Dis. doi:10.1007/s10096-014-2086-y. Al Kassaa, Imad, et al. “Antiviral potential of lactic acid bacteria and their bacteriocins.” Probiotics and antimicrobial proteins 6.3-4 (2014): 177-185.

Compartilhe este Artigo

Comments (28)

  • Daniel Siebra Reply

    Ótimo artigo Flávio. Claro e conciso, mostrando que nesse tempo de pandemia podemos adicionar cuidados extras a nossa saúde.

    26 de abril de 2020 em 09:38
    • Probióticos Brasil Reply

      Legal, Daniel! Isso mesmo! Apesar de tantas recomendações já inseridas em nosso cotidiano para prevenção do Coronavírus, é fundamental a prevenção para não só esse vírus mas tantos outros que podem nos atingir. Grato pela participação e atenção!

      27 de abril de 2020 em 09:09
  • Affonso Roz Reply

    Interessante como a nutrição tem papel fundamental na prevenção e melhora da resposta do nosso sistema imunológico. Obrigado pela matéria.

    26 de abril de 2020 em 09:38
    • Probióticos Brasil Reply

      Verdade, Affonso. Importante nos atentarmos nessa questão de blindar o nosso sistema imunológico, não só pela atual pandemia do Covid-19 mas também em todo o nosso cuidado com o corpo. Grato pela participação!

      27 de abril de 2020 em 09:08
  • Thiago Ribeiro Reply

    Excelente conteúdo!

    26 de abril de 2020 em 09:52
  • Neusa Reply

    Excelente artigo! Esclarecedor, com linguagem clara. Ótima sugestão para auxílio à prevenção. Parabéns!

    26 de abril de 2020 em 10:39
  • Carlo Battaglia Reply

    Muito bom!!! 👏🏻👏🏻👏🏻

    26 de abril de 2020 em 11:33
  • Tiago Reply

    Muito rico o artigo! Parabéns e obrigado por compartilhar conosco tanto conhecimento !

    26 de abril de 2020 em 11:41
    • Probióticos Brasil Reply

      Grato pela participação, Tiago! Ainda vamos ampliar esse conteúdo com novos estudos. Aguarde e confira sempre que puder! =)

      27 de abril de 2020 em 09:06
  • Ana Reply

    Adorei , é sempre muito importante saber sobre como podemos aumentar a nossa imunidade , e é interessante ter as informações de como funciona .

    26 de abril de 2020 em 14:12
    • Probióticos Brasil Reply

      Grato pelo comentário, Ana Luiza! Realmente temos várias formas de melhorar nossa imunidade contra o Coronavírus e também outra série de doenças. Até mais!

      27 de abril de 2020 em 09:00
  • Tchê Reply

    Muito bom o conteúdo, bem explicativo e fácil acesso.

    26 de abril de 2020 em 14:19
  • Maria Celi Taborda Reply

    Gostei muito do artigo, muito bom! Bem esclarecedor!!

    26 de abril de 2020 em 14:31
  • Marcos Ikeda Reply

    Bela matéria! Bom saber que os probióticos reforçam o sistema imunológico.

    26 de abril de 2020 em 15:10
    • Probióticos Brasil Reply

      Grato pela participação, Marcos! Importante não só nesse momento tão delicado, mas para a prevenção de outras inúmeras doenças. Abraço!

      27 de abril de 2020 em 08:58
  • Conrado Reply

    Excelente artigo!!

    27 de abril de 2020 em 14:16
    • Probióticos Brasil Reply

      Agradecemos a participação e comentário, Conrado! Acompanhe-nos sempre que puder.

      27 de abril de 2020 em 20:51
  • Priscila Roz Reply

    Excelente artigo, super explicativo e de muita relevância para nossa saúde!!!

    28 de abril de 2020 em 10:40
  • Marcelo Belmudes Reply

    Sensacional! Adorei a matéria, vou dar uma olhada na lojinha, hehe.

    29 de abril de 2020 em 10:38
    • Probióticos Brasil Reply

      Maravilha, Marcelo! Grato pelo prestígio. Confira a Lojinha, sim. Muita coisa legal por lá!

      7 de maio de 2020 em 17:44
  • Eduardo Silva Reply

    Sensacional, informações diretas e precisas!

    6 de maio de 2020 em 00:57

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp chat