causas-motivo-mofo-fungo-bolor-kombucha-scoby-porque-o-que-fazer-contaminado-doador-doacao-4

Como prevenir mofo no Kombucha?

Em geral o mofo se forma nos primeiros dias de fermentação (Entre 3 a 4 dias). já que nessa fase as bactérias, leveduras, nutrientes e o próprio Scoby ainda estão interagindo com a solução e o meio ambiente, e caso acidez, temperatura ou umidade, por exemplo, não estiverem numa faixa segura, os microrganismos indesejados formadores de mofo aproveitarão qualquer brecha.

Saiba mais: Quais as causas de mofo no Kombucha?

Alguns cuidados e atenção básica são fundamentais para que seu lote de Kombucha fique longe da ação dos fungos geradores de mofo. O aparecimento é raro e desagradável, mas pode acontecer por um leve descuido, então vamos entender como isso pode surgir e o que devemos fazer para evitar.

A linha de frente de prevenção é o LÍQUIDO STARTER DE KOMBUCHA. Sua 2 funções básicas são: 1) Inocular o novo chá com seus microrganismos nativos e 2) Manter o pH em um nível seguro. (Saiba mais sobre ele aqui).

causas-motivo-mofo-fungo-bolor-kombucha-scoby-porque-o-que-fazer-contaminado-doador-doacao-3

Mas para que tudo ocorra de forma efetiva, algumas precauções são fundamentais.

  • Use Líquido Starter mais maduro ou Scoby mais velho, em geral do Scoby Hotel (Scobys novos tem pouca acidez). Caso não tenha seu Hotel, certifique-se de que o pH (acidez) do líquido esteja abaixo de 3,5.
  • Use a proporção correta de Líquido Starter. Um nível seguro é 10% do volume total. Se ele estiver fraco (pouco ácido), aumente a proporção ou adicione de 1 a 2 colheres (sopa) de vinagre destilado (nunca orgânico). Se ele estiver forte demais (muito ácido), reduza para menos de 10% ou então dilua em um pouco de água.
  • Atenção às baixas temperaturas. Nos meses frios, use uma manta ou cobertor para envolver o Recipiente de Fermentação, procurando manter a faixa de 24 a 29°C.
  • Mantenha o ambiente livre de contaminantes. Evite que o recipiente fique próximo de fontes de calor, fumaça, poeira, cigarro, odores fortes, flores (grãos de pólen).
  • Melhore a circulação de ar. Nunca deixe o recipiente dentro de armários ou lugares fechados. Caso não seja possível, deixe a porta aberta o máximo que puder. Use recipientes com com bocal largo (acima de  8 cm).
  • Atenção ao tecido para cobrir. Use tecidos próprios para alimentos: algodão, linho, lã ou seda. Evite os tecidos artificiais/ sintéticos: poliéster, acrílico, elastano, poliamida, nylon, lycra, viscose, acetato.
  • Borrife Líquido Starter ou Vinagre Destilado. Caso ainda ocorra mofo, mesmo após as orientações acima, borrife 3x  na frequência de 1x ao dia no tecido para cobrir e na superfície do recipiente.

Com o tempo, prática e até erros e acertos você descobrirá que realmente o aparecimento mofo no Kombucha é raro e fácil de detectar. Ou seja, não há necessidade de temê-lo! Quanto mais você observar e acompanhar a sua fermentação, mais entenderá que cada ciclo é um processo único, que demanda atenção, paciência e carinho.

LEMBRE-SE: Caso tenha dúvidas NÃO CONSUMA a bebida sob hipótese nenhuma!  Clique aqui e mande um zap  para nossa Equipe com as Fotos (Mínimo de 6: superfície, lateral do recipiente e do Scoby) e vamos te ajudar!

Por: Flávio Viaboni – Nutricionista – CRN3 -23.271/SP – Equipe Probióticos Brasil

QUAL O PRÓXIMO PASSO? Ah! Você ainda não tem seu SCOBY? Temos duas opções que atendem sua necessidade! Veja aqui como pedir o seu e começar o quanto antes sua produção de Kombucha com excelência!

Já produz e quer melhorar seus conhecimentos? Faça o Curso de Produção Artesanal de Kombucha!

Compartilhe este Artigo

Comments (2)

  • Cleide de Souza Reply

    Estou muito curiosa pra saber mas sobre o Kombucha preciso dele não minha vida

    6 de fevereiro de 2020 em 12:38

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp chat